9 Comentários

Spice and Wolf – O romance do século, só que não!

Minha primeira review aqui no blog será sobre um anime que o fofíssimo Ketsura me sugeriu no twitter. Geralmente, produções como do tipo não me chamam atenção, a não ser se o desenvolvimento da história seja muito bom e consciente. Spice and Wolf foi uma produção que me pareceu ser assim, apesar de que não me convenceu tanto após ver o final. (ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter alguns spoilers. Leia por sua conta e risco!).

Com duas temporadas e um OVA, Spice and Wolf é um anime de 2008, baseado em uma novel – nomeada da mesma forma – e escrita por  Isuna Hasekura e que conta a história de Kraft Lawrence, um jovem mercante de 25 anos, que viaja pelo continente (aparentemente, algo próximo a Europa na Idade Média) comprando mercadorias e revendendo-as. Certa vez, ao parar em um vilarejo distante na época da colheita do grão, esbarra com uma jovem mulher com algumas peculiaridades em sua carroça: orelhas e cauda de lobo. Ela se denominava “Holo, a sábia”, a deusa que os aldeões veneravam e agradeciam pela colheita farta, que trazia prosperidade ao lugar.

Entre alguns acontecimentos, Holo sente-se saudosa de sua terra natal e – cansada do lugar onde vivia – decide que está na hora de voltar para casa, e assim acaba embarcando na carroça de Kraft: ela o convence a levá-la ao Norte, lugar onde vivera a milhares de anos atrás. E assim, os dois partem numa jornada onde encontrarão diversos amigos e inimigos pelo caminho, e que seus sentimentos e determinação serão postos à prova. E, claro, eles se apaixonam.

Porém, o que parece ser uma produção profunda sobre o amor, o fantasioso e o sobrenatural (visto que, Holo é uma deusa), fica demasiado superficial ao longo dos episódios. Mas, vamos por partes: a primeira temporada (e a melhor, em minha opinião) descreve como é o dia-a-dia do casal de protagonistas, evidenciando as complicações que surgem a Lawrence a cada lugar em que ele e Holo chegam (estes se diferenciam bastantes, desde dificuldades com a igreja ou até a ameaça de falência ao mocinho desta história). E assim segue a fórmula deste anime: a cada temporada, arcos diferentes que narram às aventuras que o casal de protagonistas enfrenta. Segue-se até o fim, inclusive no OVA, sem avançar em questões interessantes que poderiam ser muito bem empregadas diante do enredo – mesmo que este não estivesse completo na época – como o fato de Holo ser uma deusa pagã e ainda está sendo referenciada pelo povo, mesmo que a Igreja seja contra.

Continuando nessa mesma perspectiva, algo que me incomodou bastante nas duas temporadas foi o fato de ninguém se assustar com uma mulher-loba: sim, todas as pessoas tratam Holo como uma criatura normal, como se ver um deus fosse a coisa mais normal do mundo. Engraçado, porque justamente esse tipo de reação deixaria a história mais realista, ainda mais quando percebemos que o período no qual ela acontece, é o mesmo de quando a Igreja Católica possuía forte influencia diante das decisões do cotidiano das cidades. Não que não haja dificuldades nesse sentido, mas, a Igreja não está diretamente ligada a nenhum deles, praticamente. Portanto, para um período onde o paganismo era perseguido, na história de Spice and Wolf não é tão perigosa assim.

Outra particularidade que poderia ser trabalhada e muito bem representada é a presença do paganismo. Holo é uma deusa; uma deusa animal assim como essas que ouvimos falar quando estuda-se mitologias das civilizações antigas. Bem, isto aqui não é utilizado de forma alguma. Sinceramente, há tantas coisas que poderiam ser aproveitados satisfatoriamente e não foram que não me prenderei nisto.

Já na segunda temporada, observa-se que o “fator dia-a-dia” é deixado um pouco de lado e o destaque é a crescente evolução entre o casal na sua intimidade. Ponto para a equipe de produção do anime: conseguiram manter uma ótima perspectiva! A cada episódio, nota-se o quanto o relacionamento de ambos se torna mais “encorpado” e profundo, mesmo com algumas dificuldades clichês como o um rival que aparece para “roubar” Holo de Lawrence.

Aliás, algo que se destaca bem nesta temporada é a personalidade dos protagonistas. A loba é uma fêmea sagaz, capaz de negociar muito bem mercadorias, além de ser teimosa e geniosa. Já Kraft tem uma personalidade mais calma, porém, muito determinado. Francamente, não gosto muito dele. Nem como personagem e nem como protagonista. Sua individualidade, que na primeira temporada parecia ser forte, não permite que ele tome uma parte de suas decisões sem a ajuda de Holo, causando um excesso de dependência dele em relação a ela. E isto se torna tão constante que, às vezes, fica enjoativo e cansativo para quem assiste (pelo menos pra mim). Mas, claro! Quem gosta de heróis que apesar de não serem grandes ou fortes fazem tudo pelo seu amor, Lawrence é um bom personagem. Todavia, ainda suas personalidades e intimidade sejam trabalhadas bem melhor, continuamos com a mesma falta de profundidade que aconteceu na temporada anterior, apesar de o fator místico estar mais aparente aqui.

Ao final, poderia eu dizer aqui que a Spice and Wolf é um anime ruim? Não. Este anime é um ótimo entretenimento para quem procura assistir um romance simples, sem grandes revelações. Digo até que, apesar de toda sua superficialidade, é um anime “gostoso” de assistir, divertido em vários momentos e embalado por uma trilha sonora boa. Holo é um personagem super carismático e que te encanta ao primeiro instante. Se você não tem nada pra fazer e procura algo para o momento, esta pode ser uma boa opção.

Positivo: trilha sonora, temática, desenvolvimento o romance, personagens.

Negativo: superficialidade, formato do enredo, elementos não desenvolvidos.

;D Have fun! E até a próxima! -q

Sobre Mimi

Ela não existe. Isto é apenas a sua imaginação.

9 comentários em “Spice and Wolf – O romance do século, só que não!

  1. estou de acordo contigo Mimi, e para min é justamente o fato de ser um anime simples que o torna agradavel. Spice and Wolf é mais focado no romance do Lawrence com a Holo, apesar de haver uma parte HORRIVEL falando sobre economia( putamerda isto sim era chato pra min. ) mas sei lá, logo depois eu conseguia cair babando de tão doce que era o mel deles dois, a holo tomando a iniciativa e, o Lawrence lentamente se abrindo mais e mais, foram esses fatores que fizeram ver spice and wolf tão bom quanto comer um bolo quentinho recem retirado do forno.

    • Realmente é um anime muito gostoso de se assistir. Foi bom acompanhá-lo, apesar da minha opinião geral não ser muito positiva sobre ele. No entanto, há elementos dentro da animação que nos fazem gostar dele: eu, por exemplo, adorei a Holo e sua personalidade. Para quem trabalhou uma pequena parte de uma história imensa, com certeza, o resultado final satisfatório.😄

  2. hummmm concordo no ponto q a 1temp foi msm melhor e q tbm a segunda focou mais o desenvolvimento do casal/ dos personagens. gostei da review. sobre Spice…a caída na segunda temporada e no ova, acho q foi pela mudança da produtora — ou fo estudio? n recordo. Eles mudaram até mesmo o character design. Antes a horo era muito, mas muito sagaz, forte e decidida. Eles ‘moezaram’ ela e no fim, ela perdeu bastante de sua personalidade forte.

    nunca vou esquecer oq ela disse ao lawrence nos ep 6 e 12:

    ep 6:
    -eu achei q vc ia me salvar!
    -mas eu te salvei nao?!
    -Não! Eu pensei q vc fosse entrar la empunhando uma espada como um MACHO deve fazer!

    ep: 12:
    -se vc fosse um pouco mais MACHO agora, mereceria um beijo.

    Essa era a Horo. ela se perdeu no seu desenvolver na segunda temporada. — vale um adendo q o character design dela na 1temp lembrava muito a princess ressurection. tudo msm. cabelo, olhar, rosto. — e eu sinceramente n sei, s foi pela mudança no anime, ou culpa do autor da light novel essa ‘piorada’.

    no fundo eu indico Spice. 1temp: 8,5, 2temp: 8,0. abraços

  3. Descordo um pouco, achei muito bom o desenvolvimento de tudo, ainda mais do casal, que no inicio não eram bem um casal, o romance deles estava sendo desenvolvido quase no final da primeira temporada, e a 2 temporada veio pra deixa mais desenvolvido ainda, e esse negocio de economia etc… mercantismo bla bla no começo eu achei chato mais depois eu curti o romance indo lentamente o drama, antigamente eu tinha visto só a primeira temporada so que fui ve a 1 e a 2 temporada e acabei me apaixonando pelo anime e entro no meu top 10

  4. por min esse anime poderia ter umas 6 temporada que eu não iria enjoa, o começo foi bem monotono pra min, mais só vai crescendo, depois vem aquela 2 temporada incrivel pra completa

  5. quando eu fui baixa nem tinha visto o genero “romance” mais depois que eu vie percebi que tinha romance, e o bom é que não é aquele romance meloso que agente ve em kimi no todoke(gosto muito de kimi no todoke) ou boku gai ta, e algo mais maduro e devaga

  6. Não, não é superficial, pois o “romance” entre Lawrence e Horo é algo que ambos por orgulho escondem de si, visto que um é mercante e outro é um deus da colheita, é obvio, são pessoas que claramente esconderiam seus verdadeiros sentimentos e ficariam na guerrinha psicológica até onde desse, costume já vindo do que fazem, ambos são gênios das negociações né!? não reparou que nem se fazem um carinho o anime inteiro!? é porque não se abrem e se prendem a jogo de dominio como verdadeiros comerciantes, por isso o romance não desenvolve e fica supostamente “superficial”, é preciso ter um pouco de cérebro pra gostar.

    Outro erro do artigo, é que Lawrence sempre se preocupa muito em esconder a verdadeira face da Horo, exatamente pelo fato da obra se ambientar na Europa durante sua idade das trevas, onde a escoria católica pagaria o peso em ouro a pessoa que desse informação e caçaria Horo até os confins do inferno como se não fossem eles os demônios! diga-me onde no anime alguém viu a Horo e não teve uma reação digna de idade media!? (ou qualquer era, pra ser sincero!?) nenhuma né!? pois é, ela passa o anime vendada!

    problema 1 – obra muito boa demora anos pra lançar anime só pra vender o mangá!
    problema 2 – muitos mistérios foram deixados no ar… pra não ter continuação!

  7. a serie toda e mt boa, a coisa que me fez ODIAR a serie foi ela n ter um final!!!!!!! po, a produtora podia ter feito um final para a serie, odeio series sem finais

Faça um comentário, é de graça

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: