5 Comentários

Guest Post: O fabuloso anime ignorado pela sociedade: Kyoukai Senjou no Horizon

Kyoukai Senjou no Horizon - 09 - Large 06

Genesis Series: Kyoukai Senjou no Horizon (Horizon) é uma light novel escrita pelo Kawakami Minoru e que ganhou duas temporadas de anime em outubro de 2011 e julho de 2012. Nesse post eu, Imoutolover (também conhecido como Allen ou Sorakara por aí) comentarei somente sobre a primeira temporada para evitar de deixar o post muito longo.

Vamos lá, antes de tudo queria dizer que minha visão quanto a Horizon é um pouco diferente de várias pessoas porque eu era um fã por ter lido os 3 primeiros volumes antes do anime começar. Por essas e outras eu me tornei um Kawakamin (termo usado para fãs do Kawakami) a ponto de fazer um teaser da Light Novel em inglês e resumir os 3 volumes iniciais (quase 6000 páginas)  no fórum do Animesuki. Fora que comprei a Enciclopédia oficial da primeira temporada (700 páginas em papel A4, mais de 3kg) e todos os BDs edição limitada das duas temporadas. Agora estou sem grana, passando fome diariamente, mas não me arrependo disso. Enfim, acho que deu para ter uma ideia de quanto que eu gosto de Horizon.

Sobre Horizon:

1. A famosa regra dos 3 episódios não se aplica muito bem aqui. Em Horizon o ideal é a pessoa ver até o quinto episódio e daí sim decidir se ama ou odeia.

2. Horizon foge um pouco dos padrões normais por possuir um cast imenso de personagens, humor aliado com seriedade em praticamente todo momento e uma grande, enorme, imensa quantidade de informações sobre o mundo como um todo.

3. O desenvolvimento consiste de vários confrontos, sejam eles físicos, emocionais, intelectuais. Ou seja, tem um pouco de tudo.

Como conclusão desses 3 itens é possível dizer que a primeira vez que qualquer um assiste parece complicado demais, não faz sentido nenhum, dá a impressão de que tem vários momentos inúteis, etc… Apesar disso, se você for atrás de informações é possível acompanhar. Depois do quinto episódio, Horizon I fica mais linear e mais fácil de se compreender até chegar no episódio 9 em diante que mostra um clímax de 4 episódios na primeira temporada.

Kyoukai.Senjou.no.Horizon.600.1267173

Em relação a fonte de informações para tirar eventuais dúvidas eu aconselho os seguintes sites:

Zeroblade’s infodump

Stilts Introduction to Horizon

Kyoukai Senjou no Horizon – Wikia

KyoukaisenBR (em construção)

Boa parte deles estão em inglês, mas estão bem completos. O Kyoukai Senjou no BRBR é um site onde eu e mais dois loucos vamos tentar traduzir esse material em inglês para português afim de conseguir fazer mais pessoas assistirem Horizon. E qualquer coisa eu estou por aí em horários aleatórios.

Animação/OST/Nível de detalhamento

Bem, vou aproveitar para comentar sobre esses fatores agora porque o restante do post vai ser melhor aproveitado por quem já assistiu o anime. Vai ser como uma mini-review, já que eu poderia escrever com muitos detalhes um post sobre cada episódio.

Com relação a animação acho que não há muito o que reclamar. A luta da Kazuno no episódio 4 capturou a alma de muitas pessoas e com certeza foi um fator que chamou a atenção para pessoas novas em Horizon. Os fãs mais antigos quase morreram de tão bom que ficou.

Nos episódios finais talvez o uso de CGs para representar os “mob characters” não tenha ficado muito bom, mas considerando a quantidade de personagens envolvidas, do grande número de lutas presentes é fácil de aceitar esse fato. Sunrise Studio 8 FTW.

Sobre a OST é fácil comentar: Amei desde o primeiro episódio. Na verdade desde o PVs dava para esperar algo bom e o Tatsuya Katou não deixou a desejar. Recomendo fortemente.

 Kyoukai Senjou no Horizon - OST - Large Cover

O Nível de detalhamento no anime de Horizon é muito grande. Desde o primeiro episódio onde era possível ver todo o cuidado que eles tiveram para escrever na linguagem correta em um Sign Frame, algo que apareceria por tipo 0,1s. É realmente incrível e isso se manteve para as duas temporadas. Lembro na época em que ficava acompanhando os tópicos de Horizon no 2ch e descobria vários e vários detalhes.

Fora que dando uma olhada “por cima” na enciclopédia de Horizon dá para ver que tudo, mas tudo mesmo foi feito com os mínimos detalhes. Até a casa da Masazumi por exemplo. A única cena que se passa lá são os primeiros segundos do segundo episódio, mas essa casa estava completamente detalhada. Outros exemplos que posso citar são o colégio como um todo ou mesmo Musashi. É muito difícil ficar prestando atenção em todos os detalhes de Musashi durante o anime, mas tenho 100% de certeza que cada bloco respeitava as posições das casas, lojas e afins. Assim como a quantidade de casas e lojas. É fácil reaproveitar cenários para economizar gastos e tempo, mas duvido que o staff tenha feito algo do tipo. Chega a assustar a quantidade e o nível de detalhes presentes em Horizon.

Agora sim, depois dessa introdução básica vou me concentrar no que realmente importa que é comentar sobre a primeira temporada. Eu poderia detalhar cada episódio, mas como isso não é meu objetivo eu vou comentar sobre as 3 partes da primeira temporada:

Episódios 1-5

Esses cinco episódios servem como o prólogo do prólogo do prólogo. Em outras palavras: servem para introduzir o básico do mundo, das personagens e mostrar de forma sutil detalhes importantes do protagonista Aoi Toori. Além disso, temos uma luta que mostra bem como as habilidades em Horizon são bem variadas. Muneshige X Tadakatsu é a primeira de muitas lutas memoráveis em Horizon.

A comédia foi um dos pontos fortes devido ao fato do Toori ser um pervertido idiota. O fato da turma como um todo já estar acostumada com isso mostra algo não muito comum que é o fato de um grande grupo já estar enturmado desde o começo. Claro que muita coisa ainda vai mudar, mas dificilmente se vê alguma série onde um grupo inicial e já grande (mais de 20 personagens) já está formado.

Eventos inesperados acontecem envolvendo diretamente o destino de todo o mundo. Decisões importantes já precisaram ser feitas, tivemos cenas marcantes e tristes e fechamos essa primeira parte com um grande BANG! E com os nossos protagonistas na pior situação possível.

Episódios 1-3 mostraram o lado cotidiano, divertido dentro de Musashi.

Kyoukai Senjou no Horizon - 01 - Large 32

Episódios 4-5 mostraram o lado sério, complexo que cerca a situação de Musashi e em especial do Toori.

Kyoukai Senjou no Horizon - 05 - Large 03

Episódio 6-9

A segunda parte foi a que teve um forte desenvolvimento emocional para o Toori e seu grupo. Começando lá de baixo, sendo influenciado pela redação da Suzu, passando pelos 3 confrontos seguintes até chegar na Masazumi desafiando o Papa Innocentius, Kimi X Futayo e aquela ending do episódio 9. Todo esse desenvolvimento foi simplesmente fenomenal. É até difícil acreditar que tanta coisa pode acontecer em tão pouco tempo.

Das cenas marcantes acho que é bom destacar três delas:

Redação da Suzu – Lágrimas caem toda vez que revejo ou releio essa parte. Simples, mas efetivo. No anime é ainda mais emocionante com a Yuuki Aoi fazendo a voz da Suzu.

Kyoukai Senjou no Horizon - 06 - Large 04

Decisão da Masazumi – Aqui temos um desenvolvimento de personagens bem interessante. A Masazumi já estava tendendo a ser do lado do grupo do Toori, mas por várias razões implícitas a seu passado e a crise da sua família ela não conseguia se decidir. Um “empurrão” (nada comum?) do Toori fez ela se decidir e com isso o caminho de como salvar a Horizon ficou claro.

Kyoukai Senjou no Horizon - 08 - Large 04

Passado do Toori e da Kimi – Quem imaginaria o Toori deprimido daquele jeito? Quem imaginaria a Kimi chorando alguma vez? Kimi = Best Ane ever.

Kyoukai Senjou no Horizon - 09 - Ending

E claro aquela cena. Tudo isso convergiu para o ponto onde o Toori decidiu seguir em frente. Não importando se seria impossível ou não. Assim, os sonhos daquelas crianças começaram a se tornar palpáveis no momento em que o Toori virou um ‘Rei’.

Episódios 10-13

Aqui temos um “rush” de cenas marcantes e épicas. Desde lutas divertidas, cenas cômicas a declarações épicas e ousadas. Apesar da escala ser pequena a primeira batalha já mostrou como diversas variações de cenas podem existir nesse mundo. Personagens demonstram reações inusitadas (Papa Innocentius), personagens que pareciam fracos surpreendem (Noriki), personagens podem mostrar seu lado mais “agressivo” (Critical Miko! Asama), personagens mostram seu lado chuuni (Neshimbara), personagens superam perdas recentes (Futayo), enfim, tem um pouco de tudo para todos os gostos.

Apesar disso tem três cenas que precisam ser comentadas, nem que seja brevemente:

Aoi “Impossible” Toori – No momento em que ele fez seu contrato, o Toori mostrou que ser alguém com habilidades inferiores não significa que é impossível ajudar os outros. Ele mostrou exatamente o oposto. O personagem que supostamente era o mais inútil, fraco, alguém conhecido como “Impossible” pelo mundo foi a pessoa que mais influenciou o mundo naquele dia.

Também é importante notar que essa decisão do Toori não foi algo que surgiu do nada (episódio 9 nas escadas com a Asama) ou que foi simples. O preço que ele pagou foi muito alto. Se ele sentir tristeza ele morre. Em palavras até parece simples, mas fazer na prática é algo que uma pessoa comum não conseguiria. E leve em conta que as dificuldades deles apenas começaram. Não importa o que aconteça ele simplesmente não pode chorar pela morte de pessoas queridas, nem ao menos se decepcionar caso algo importante não dê certo. Realmente, não importa quantas vezes eu lembre desse contrato eu vejo que o Toori é mesmo um dos melhores líderes que já vi na ficção.

Kyoukai Senjou no Horizon - 11 - Large 02

Declaração de guerra – Novamente o Toori surpreendendo. Aonde se viu alguém declarar guerra ao mundo tão fácil assim por causa de uma garota? Aquela declaração foi algo que li e ouvi inúmeras vezes. É incrível ver como todo o “build-up” até agora foi realmente o começo do começo. É incrível ver como o Toori consegue demonstrar uma seriedade e capacidade de decisão desse tamanho após todas as idiotices que ele fez nos primeiros episódios. É incrível como o Fukuyama Jun conseguiu dublar toda aquela declaração na primeira vez (inclusive ele quis repetir porque achou que não tinha ficado bom). E é incrível como uma série que começa com um dia normal de aulas tem uma cena dessas um dia depois cronologicamente.

Kyoukai Senjou no Horizon - 12 - Large 03

Toori e Horizon em paralelo – … Palavras não podem expressar o quanto eu amo essa cena. Não é fácil compreender logo de cara, mas mesmo sem essa compreensão é possível ver como ela é especial. Amo o fato deles não terem cortado nada dessa conversa no anime. Amo o fato de como o Kawakami consegue colocar um aspecto emocional muito forte somente com palavras. Já dava pra chorar de tão bela que era essa cena na light novel, então imagina ela completa no anime. Lindo demais.

Kyoukai Senjou no Horizon - 12 - Large 06

E bem, espero poder ter comentado por cima sobre o anime de Horizon I. Sempre que escrevo algo de Horizon acabo me empolgando e perdendo uma linha de raciocínio o que faz meus posts ficarem com alguns “buracos” nele. No fim eu não consigo escrever sem deixar de ser um fanboy… Dessa vez acho que ficou melhor que o normal… Eu acho.

Agradeço ao Ketsura pela oportunidade de escrever sobre o anime de Horizon. Logo devo voltar comentando sobre a segunda temporada, então até mais.

5 comentários em “Guest Post: O fabuloso anime ignorado pela sociedade: Kyoukai Senjou no Horizon

  1. Ótimo Guest Post sobre Kyoukai Senjou no Horizon, *-*
    É muito bom sempre ler essas coisas de quem conhece bem a franquia em questão.
    Kyoukai Senjou no Horizon é um anime incrível, com uma história (na minha opinião) muito bem desenvolvida por mais complexa que possa parecer à primeira vista.

    Na verdade a história é o maior diferencial do anime pra mim. É criativo e inteligente.
    Inteligente como? O desenvolver da trama, dos personagens, de todo este espaço construído pelo autor e da política atribuída ali (assim como a economia). Tudo ali, tudo, é mostrado de um jeito diferenciado.

    O que me prendeu ao anime no PRIMEIRO episódio, foi o estilo “cool” dos personagens e toda aquela teoria nas batalhas. Não tem como você não gostar de alguém ali, todos os personagens tem o jeito muito cativante.
    Eu acho isso fantástico, além dos traços do anime que também fizeram me apaixonar à primeira vista!

    Não tem muito o que falar de Horizon, é um plot com muito potencial e com potencial diferenciado do que se vê por aí.
    Espero que uma terceira temporada venha! E venha logo!

  2. Existem vários animes que são ignorados e é sempre bom quando alguém traz algum assim a tona..
    Não assisti, mas em breve vou estar adicionando ele na minha lista de “Animes Completos” ^^

  3. Como vc disse, no começo é complicado, depois q se habitua a historia, fica facil de entender. Na cena da redação da suzu eu tambem não consegui segurar as lagrimas. Aquilo foi um contraste, em um momento eu tava rindo da Asama toda empolgada imaginando o q aconteceria entre o Tori e a Horizon, depois eu tava chorando.
    O Tori pulando na mesa e dizendo q era um bolinho me fez rir novamente.^^
    A variação de personagens é mesmo imensa, na segunda temporada ja da pra ter uma ideia.
    Eu gosto ate dos viloes! Eu não conseguia parar de rir quando a Masazumi desafiou o Papa Inocentius, ele todo emocionado dizendo q ganhou duas vezes e ela concordando assustada. Essa foi uma das cenas q eu mais ri.
    Achei esse site por acaso, tava procurando informaçoes sobre o manga, acho q nao tem em portugues ainda. Vo da uma olhada nos links q vc indicou. Obrigado esse post ficou muito bom mesmo, tambem amo esse anime.

  4. muito bom post cara já assistir a primeira e segunda temporada se souber da terçeira porfavor avise

  5. um anime muito fumado mais um dos mais engraçados e interessantes que ja assisti logo gostei muito

Faça um comentário, é de graça

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: