1 comentário

Diário de Bordo #02 – Muv-Luv Alternative

É Vamos falar de mamilos nesse Diário de Bordo #02 (tava faltando disso nesse quadro). Bem vindos á Muv-Luv Alternative! Ou seria Muv-Tetas?

Muv-Luv Alternative é um anime mecha produzido pela Satelight (Macross Frontier, Mouretsu Pirates), baseado em um spin-off da série de Visual Novels Muv-Luv, e teve também um mangá de 3 volumes publicado na revista seinen Dengeki Daioh, de autoria da Age (produtora das VNs) e com arte de Takashi Ishigaki. A história se passa no ano de 1973, e uma raça alienígena conhecida como BETA invadiu a Terra. Durante 30 anos eles mataram bilhões de humanos e praticamente dominaram a maior parte dos continentes europeu e asiático. A humanidade desenvolveu armas humanóides conhecidas como TSF (Tactical Surface Fighters) para tentar vencê-los, mas isso apenas atrasava as forças inimigas. Em 2001, o império japonês encontra dificuldades no desenvolvimento dos novos TSF enquanto defende suas terras da invasão. As Nações Unidas enviam uma proposta de um programa entre os EUA e o Japão, sobre um desenvolvimento mútuo para um novo projeto de TSF –  The Prominence Project. E devido a isso, o encontro entre duas pilotos, uma japonesa e outra americana, vão mudar os seus destinos drasticamente.

Muitos compararam a Infinite Stratos, então vou começar explicando que NÃO TEM NADA A VER. Nada mesmo.

Em 7 episódios de Muv-Luv eu tentei achar a tal semelhança, e a semelhança está só no fato de ter mulheres peitudas. Afinal, IS não é um mecha completo: ele é uma espécie de armadura, ou uma vestimenta (dizem que o nome desses mechas é musume). Muv-Luv não. Absolutamente nenhuma coisa a ver. Se você acha isso, então pare, não seja ignorante, até por que Muv-Luv tá longe até de ser harém.

Problema de Muv-Luv é também a direção e claro os mamilos polêmicos.

O que eu quero dizer com o problema da direção é que me deu a mesma sensação de Shakugan no Shana. Uma das memórias mais engraçadas que eu tenho do anime é  de uma parte na qual a Shana ganha asas (não lembro bem o motivo, só lembro das asas) e eu fiquei: “Que legal, ela ganhou asas, foda-se”. Esse é o tipo de reação que eu tenho vendo Muv-Luv. O primeiro episódio eu achei minimamente interessante, a ponto de defender ele das críticas.

Eu realmente não o acho ruim. Ele é bem “cru” pra começar a série, por isso funciona. O problema mesmo tá no episódio 2, o qual passei todo falando “Que legal, olha o sangue. Ih, olha sangue ali também. Quanto sangue, mano”. Ou seja, leia isso como: “Que daora o sangue, foda-se”. Sim, tava rolando um massacre ali e eu dando nem meia foda.

Sabe o que é isso? Direção incompetente. Não souberam dar impacto a cena, pronto: se tornou o novo Shakugan no Shana. Mas esse eu não posso zoar com ninguém, e detalhe –  Normalmente eu surtaria horrores no Twitter se visse tanto sangue assim, algo tipo: “AEEEEEEEHOOOOOOOOOOOO, OLHA QUANTO SANGUE MANO SAUHSAHUSAHUAHSU”. Flood hardcore de sangue.

Isso acontece de novo no episódio 7, mas falarei dele depois… deixa pra depois. Vamos falar de coisa boa agora (não é a Tekpix, ok?), vamos falar de: TETAS!

Muv-Tetas tem uma bela qualidade de tetudas, só que pra nada. Seria lindo ver isso num spin-off, em forma de OVA. Afinal, é uma coisa comum, por que não? Hyouka teve um OVA assim, por quê este não pode?

Problema é que imagine a situação: Estamos quase em guerra, temos que treinar muito se quisermos vencer, SÓ QUE NÃO! Simbora curtir uma praia, manolo!

Sim, me trollaram e eu nem fiquei sabendo. As 2 pessoas que assistem Muv-Luv (ou seria Muv-Tetas? E sim, repeti essa piada DE NOVO) no Brasil droparam. Mentira, porque eu não dropei ainda, e sinceramente estou pensando nisso a cada episódio que se passa.

Tipo, isso tá pior que filler de Bleach, e tá servindo apenas pra mostrar tetas. Tipo, me diz que isso é filler! ME DIZ PELO AMOR DE MADOKA! Porque eu não aguento mais quererem mostrar tetas, ok?!

Tem formas melhores: Que tal durante as brigas de robô as meninas não rasgarem a roupa? os mano pira e ninguém fica irritado!

Maaaaaaaaaaaas não, precisa acabar com climão de que a porra tá pra ficar séria. E o pior que isso acontece duas vezes. Como se não já bastasse o cara querendo ensinar o Yuuya a pegar as cocotas, precisa também botar eles numa caverna e a direção falhar de novo.

Sim, era disso que eu tava falando lá em cima. Esse episódio foi uma merda, e nem essas belas tetas salvaram essa porra. Estou pensando seriamente em dropar se não parar de me trollar até o episódio 12.

Enfim, até o próximo Diário de Bordo. Adieu.

Um comentário em “Diário de Bordo #02 – Muv-Luv Alternative

  1. Muv-Luv já não era grande coisa desde o inicio Ketsura tu até que foi educado em não xingar o primeiro episódio que não teve nada de interessante no minimo foi assistivel. Mesmo agora que aquela parte inicial chata no passado terminou o anime não melhorou em nada gastei da piada Muv-Tetas, mas sinceramente ficaria feliz se ouvessem mais petankos nesse anime afinal se a história é um porre e os personagens mais ainda que pelomenos tanha uma petanko, mas não eles não colocaram nenhuma. =/

Faça um comentário, é de graça

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: