11 Comentários

A diferença entre ser bom e ser divertido e o parabéns ao blog

 

Ser bom é uma coisa, ser divertido é outra completamente diferente.

A importância das coisas divertidas é gigantesca, pena que desvalorizada até demais, digo, isso  por um leque de fatores.

Há uma grande diferença entre ser um deles: você não vê algo divertido tentando achar simbologias, nem uma história complexa, uma “masturbação semiótica”, você apenas vê algo divertido pelo fato daquilo ser… Divertido.

Exemplos disso não falta mas, o principal, está mesmo é nas Comédias. Você assiste por ser legal, engraçado, enfim, por ser divertido.

O problema disso tudo é que, nos dias de hoje, os grandes chefões da indústria do entretenimento esqueceram dessa alma nos vários sentidos imagináveis e possíveis.

De repente as pessoas largaram seu cérebro de vez nas coisas que apenas são divertidas.  Não há mais nada divertido e que seja lotado de simbologias, agora é tudo fanservice barato.

Tsuritama é algo que foge dessa regra por ser  lindo, divertido, carismático, pipocão, mas não deixa de ser algo cabeça. As simbologias rolam solta durante a série, basta você pensar que você terá uma experiência mais completa mas, se não quiser pensar, também não tem problema, é aceitável do mesmo jeito, não é o mesmo que descobrir tudo, mas também não é nada que prejudique a experiência, afinal, não deixa de ser um pipocão.

Mas cadê a inteligência desse em outros lugares? Cadê os filmes legendados no cinema? Às vezes acho que a humanidade ficou mais burra.

Vivemos em uma época que a tecnologia permite que filmes e animes com densidades e efeitos lindos para contar uma história bem construída que podem muito bem não ficar apenas no papel, já que é não é mais impossível transformar aquilo em realidade, não é mais complicado, já pode ser feito, mas apenas é largado, é deixado de lado, pela preguiça de pensar.

Ao mesmo tempo em que os filmes dublados dominam o cinema, filmes sem graça e animes de tetas dominam a parada e viraram um porto seguro, não há mais ousadia de criar algo maduro que vai agradar o público, agora tudo é fútil, tudo é feito não pensando em ser bom, mas ser só caça níquel, acabou a criatividade, é isso? Se quiserem, têm pessoas na internet muito mais competentes que certos roteiristas.

No caso dos filmes dublados, chega a ser irritante. Fui assistir um filme e, cadê filme legendado? Quando eu era criança e precisava de dublado, filmes livres tinham versões legendadas. Agora, um filme de 14 anos, só tem dublado… Bela lógica essa, as pessoas se tornaram tão burras a ponto de não conseguir acompanhar uma legenda? É a preguiça de ler? E esse é o país que vai sediar a Copa? Filmes legendados se resumem ao que eu assisto na minha TV e olhe lá.

Algo bom é, simplesmente, algo difícil de ser catalogado, ele não funciona sem ser divertido na maioria das vezes, fazer algo assim é o mais complicado, poucos tem a capacidade, mas com um esforço se consegue, afinal, não é nenhum bicho de 7 cabeças, com uma boa imaginação e, uma boa condução do roteiro, algo pode ser bom, não precisa ser complexo, precisa funcionar.

E fazer funcionar é a parte complicada mas, como dito, com imaginação e esperteza, é possível. Pena que, a humanidade tenha ficado burra o suficiente para não conseguir mais.

Aonde quero chegar com isso? Nem eu sei, só sei que, hoje, este blog completa 1 ano de vida.

E sim, tudo isso é um post comemorativo de 1 ano de Another Warehouse, o seu armazém de reviews. Isso é tudo praticamente sobre a filosofia daqui, falar sempre o bom e o divertido.

Há 1 ano eu nem pensava que isso ia pra frente, mas fui ficando e, olha no que deu, agora estou comemorando um aniversário de 1 ano desse joça, o tempo passa rápido mesmo hein.

Foi 1 ano pra lá de suado, tivessem alguns hiatos, várias mudanças de nomes (Gintoki Animes, Neo Armstrong Jet Armstrong, Planeta do Moe, até chegar no nome atual), uma mudança de nome no futuro não está descartada, mas não deve acontecer tão cedo.

Em suma, estou há 1 ano poluindo a blogsfera brasileira, algo que eu nem sequer pensei que conseguiria. Eu sou uma pessoa preguiçosa, é um milagre eu ainda ser a pessoa com mais posts nisso aqui e, até a periodicidade disso aqui, mudou bastante ao longo do tempo, já foi mensal, quinzenal, semanal e agora é de 3 em 3 dias.

Me tornei menos preguiçoso, mais sábio, menos reclamão e sempre fiz review do que eu acho que merecia uma review.

Isso aqui está há 1 ano recomendando o que é divertido ou é cult, sempre indo direto ao ponto, sem ocupar suas mentes por mais de 20 minutos, o objetivo está completo? Ainda não, mas está indo muito bem, isso aqui ainda deve continuar por muito tempo, vocês gostem ou não.

E muito obrigado por todos os leitores que comentam ou não, aos nossos redatores, que apesar de não estarem desde o início, já fazem parte da história daqui, que mal começou e, espero continuar com todos ainda, por um bom tempo, e claro, não menos importantes, a todos que revisaram qualquer post daqui, contribuíram bastante nesses 1 ano de vida.

Agora chega de amolação, comerei o bolo e apagarei as velinhas, esse é o aniversário de 1 ano do blog  e nos vemos no próximo. Fiquem uma seleção de posts que na minha opinião são os melhores do blog:

Bungaku Shoujo

The Idolm@ster

Aria

Gyo

Me Excita Droga!

Bakuman

Kobato.

Um texto sobre o gosto moderno dos otakus

E sim, dois posts do início da época dos “reviews grandes”, afinal, se eu estou no meu estado atual, é graças à eles.

11 comentários em “A diferença entre ser bom e ser divertido e o parabéns ao blog

  1. Parabéns pelo primeiro ano como blogueiro, que venha vários outros com um amadurecimento cada vez maior!

    Abraço,

    Gyabbo!

  2. Masoq? E pensar que o blog está fazendo aniversário… que demais.
    Sou um redator aqui completamente novato, tanto no blog quanto no ramo de escrever reviews, mas estou feliz de fazer parte do blog. Admito que fiquei muito feliz quando fui convidado para participar do blog. Nunca pensei que fosse ser convidado a um blog, principalmente de alguém que é respeitado nas interwebs como você, Ketsura. Eu lá no twitter todo ingênuo querendo montar meu blog e falando sobre minhas futuras reviews, e você chega e diz “… é sempre melhor quando tem menos blogs e mais conteúdos.” Pouco tempo depois, você leu minha primeira review e logo me convidou para o blog. Me senti muito feliz naquele momento, rs.
    Parabéns ao blog, mas principalmente a você que manteve isso aqui funcionando. Que o AW ainda tenha vários anos, que cresça cada vez mais e pode deixar que irei ajudar no que precisar pra aumentar a quantidade de conteúdo nesse armazém de reviews.

    Abraço,
    Gabirú.

  3. Bem, eu fiquei sabendo desse blog pelo gabiru, e pelo q ele falo, eu achei q esse blog era recente😮
    Essa noticia me pegou desprevenido, + já q eu gostei do blog, eu parabenizo vocês pelo 1 ano de vida o/.

    Espero q vcs continuem com o bom trabalho ;D

    • Pois é, 1 ano já, mas é contando todos os anos, como AW mesmo tem uns 3 meses só, mas é uma data feliz mesmo assim, continue lendo, tem muito review bom vindo ai ainda, tenho meu estoque prontinho, hihihi.

  4. Pow, parabéns pra você e seu blog, Ketsura. Não soube a tempo, mas acho que tá valendo ainda😄.Quero bolo!

  5. Meus parabéns pelo blog, é o primeiro post dele que leio (cheguei aqui por que sempre te vejo postar nos blogs que acesso). No entanto, tenho que discordar do que foi dito sobre a dublagem. É uma merda? Talvez, mas da mesma forma que você deveria ter o direito de assistir legendado, ninguém deve ser considerado burro por ver dublado. “Mas perde parte da atuação, e do som ambiente ou que foi criado para a cena” E dai? E se a pessoa não ligar para essas coisas e quiser simplesmente se divertir com um filme pipoca? Não foi você quem garantiu que se pode assistir um Tsuritama, por exemplo, de forma “profunda” e “descompromissada” ao mesmo tempo? Acho que isso fica a cargo da pessoa decidir, e concordo com sua frustração por não ter tido direito a essa decisão, mas não justifica descontar a raiva nos outros.
    Sobre as produções atuais, sim, a futilidade tem tomado conta (o que está longe de significar que não existem mais materiais de qualidade). A questão não é “o pop destruiu a industria de entretenimento” e sim “o pop mal trabalhado”. Discordo da frase “Ser bom é uma coisa, ser divertido é outra completamente diferente” já que diretores como Brad Bird mostram que tem sim como fazer coisas divertidas e boas ao mesmo tempo. Algo é bom (conceito totalmente pessoal) quando, além de agradar seu obvio público alvo, consegue agradar uma fatia considerável daqueles aos quais o material não foi destinado (ok, isso varia muito de caso pra caso, mas, generalizando, é o que eu acho)
    Desejo-lhe boa sorte com seu blog, e acho que vou voltar para novas visitas em breve.

    • Mas olha, a frase “Ser bom é uma coisa, e ser divertido é outra completamente diferente”, é mais pelo fato, não existem coisas que são boas, mas não são sonolentas? Não existe coisas divertidas que são apenas isso? Apenas não contribuem com muita coisa.

      Quanto aos filmes dublados, tudo que foi meio exagerado, mas é mais pela revolta, afinal, não tem 1 fodendo filme legendado no cinema mesmo, e o meu direito de querer ver legendado? Não existe mais? Acho meio chato isso, por isso até citei que as pessoas estão ficando burras, cadê as versões legendadas? Tem 3 salas com o mesmo filme e as 3 estão dubladas, complicado né?

      Obrigado pelos dizeres, volte sempre ^_^

      • Sim sim, entendo rs. O pior é que isso não é só um “problema seu”, pois já li várias outras postagens de outras pessoas frustradas com isso, e provavelmente são das mais diversas regiões do país. Acho que se deve ao fato de termos poucas salas de exibição no Brasil, o que também deve interferir na demora de certos filmes pra chegar (o hugo do scorsese demorou uns 3 meses ou mais) e também no número mísero de salas iMAX que temos por aqui. Todo mundo sai perdendo, bem triste:\

      • Problema tá nem em falta de cinema, até pq aqui no RJ, já abriram uns 3 shoppings novos, e tão construindo no meu bairro já, então realmente não tá faltando, eles querem é pegar o dinheiro do povão, só que acaba sendo triste, mesmo.

        E esse atraso, acho nada demais, ele SEMPRE existiu, veja esse filme aqui: http://www.imdb.com/title/tt1064932/releaseinfo, chegou aqui com apenas 2 ANOS de atraso, e não tem nada a ver com falta de salas também, já que é mais para manter os pipocões mais tempo, afinal, o que vale é o dinheiro.

  6. parabens por um ano ,alias, agora,em 2013 anos🙂

Faça um comentário, é de graça

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: