Deixe um comentário

O Dublê do Diabo – Nem tudo é culpa de Saddam

Filho de peixe, peixinho é. O Dublê do Diabo mostra que os problemas do Iraque nunca foram apenas Saddam.

The Devil’s Double se baseia numa história real, envolvendo Uday Hussein, o filho mais velho de Saddam. Desde a adolescência, Uday usou um colega de escola, Latif Yahia, como dublê. Adulto, Yahia teria passado por cirurgias plásticas para ficar mais parecido com Uday, depois de sobreviver a 11 tentativas de assassinato contra o filho do ditador.

O filme merece minhas palmas, muitas palmas, pois, afinal, ele é genial.

Mas por que esse filme é genial? Vamos explicar motivo por motivo.

As atuações são geniais, afinal. imagine ver um filme onde o mesmo ator atua em 2 personagens, com pura maestria. Este é Dominic Cooper. Ele dá um show em sua atuação, muito bem trabalhado. Você não consegue ter a impressão de que o mesmo cara faz 2 personagens (Uday e Latif), pois ambos são muito bem interpretados; ele consegue dosar bem todas as suas cenas, com uma atuação excelente, superando o tão aclamado Drive.

A Direção é bem competente e te prende na história, afinal um filme mal dirigido não consegue te prender até o fim. Você sente vontade de parar de assistir ao filme, sabe que se continuar, quando o filme terminar, irá comemorar por aquela “tortura” ter acabado. The Devil’s Double não é assim.

Lee Tamahori consegue, com êxito, manter o filme interessante do início de seus 108 minutos ao fim. As cenas conseguem ter o impacto desejado, pois são muito boas, principalmente as cenas de loucura do diabo, onde o diretor consegue mostrá-las friamente e com sucesso.

O diretor ainda consegue mesclar bem as cenas do filme com cenas de acontecimentos ocorridos no Iraque, na época do filme. Tudo bem cortado e planejado.

Toda a fotografia do filme é muita bonita; seus cenários, bastante encantadores, dão uma sensação de estar na história do filme.

O Filme apesar de aparentar, ele não é um filme sobre política Apesar do próprio Latif dizer que tanto seu livro quanto o filme não mostram nem 20% das atrocidades cometidas por Uday, o filme capta bem a situação que é proposta.

O filme não é sobre política e está tão longe disso, que existem poucas cenas em que o próprio Saddam aparece. Como foi dito antes, é um filme sobre atrocidades no Iraque. Ele não dá foco aos problemas internacionais (não deixa de ser mostrado no filme, mas não é esse o foco), e consegue mostrar as coisas ruins que Uday – um filho mimado, com o poder que seu pai lhe oferecia – fazia. Tudo, é claro, com uma ótima atuação de Dominic Cooper.

Minha consideração final é de que este é um ótimo filme, merece o meu 10/10. A ótima direção, maquiagem e atuações fizeram-no um ótimo filme que me agradou muito. Mesmo se o filme não fosse bom, a atuação do Cooper vale pelo filme inteiro. O Dublê do Diabo é um ótimo filme que merece e deve ser visto. Afinal, este é um filme interessante, já que mostra que o problema do Iraque não era apenas Saddam, mas seu filho também, que não era bem visto nem pelo próprio país.

Faça um comentário, é de graça

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: